Nome:
Pass:
Registo Recuperar
.
Todas as crónicas

Acerca da Assembleia Geral da LPFP... por Jorge Carneiro em 2012-03-13

Em nome também do resto da equipa do ForaDeJogo (embora a questão do alargamento não seja consensual), queria deixar aqui algumas considerações acerca da última Assembleia Geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

O que foi aprovado:

- Alargamento da 1ª Divisão a 18 equipas por via da não descida do 15º e 16º colocado.

- Alargamento da 2ª Liga por via da entrada das 6 equipas B, e da não descida dos 15º e 16ºs colocados.

Porquê que estas decisões não fazem sentido?

A regra básica do desporto é que há vencedores e vencidos, não faz sentido jogar-se um campeonato sabendo que não haverá despromovidos. Ainda para mais, dado o estado calamitoso das finanças de alguns clubes, será difícil que resistam à tentação de facilitar resultados em troca de uma ou outra contrapartida.

Já na 2ª Liga o alargamento por conta da entrada das equipas B foi um mal necessário. Uma 1ª Divisão a 18 clubes permitia que a 2ª Honra fosse jogada por um número mais normal de equipas (20). Não faz qualquer sentido alargar o campeonato a 22.

Sugestões do chefe:

Se a ideia do alargamento for para avançar, isso pode ser conseguido através da descida do último classificado da 1ª Divisão, e dos 3 primeiros da 2ª Honra. Desta forma mantinha-se a verdade desportiva na 1ª Divisão.

Já o alargamento da 2ª Divisão de Honra, não faz qualquer sentido. Convém lembrar que com a entrada das equipas B, a 2ª Honra iria ser alargada a 22 clubes. A LPFP deveria aproveitar este alargamento da 1ª Divisão a 18 equipas, para reduzir a 2ª Honra a umas mais normais 20. Para tal mantendo as descidas previstas, não sendo assim ninguém prejudicado.