Nome:
Pass:
Registo Recuperar
.



I Divisão da AF Aveiro - Jornada 34
Fiães 0 - 2 Canedo
 60Álvaro
 73Canedo
Vitória com sabor amargoRaúl Paiva

A vitória em Fiães será, certamente, uma das mais amargas de toda a história do Canedo Futebol Clube. Vencer fora-de-portas, e não evitar a descida de divisão, é frustrante. Ver o adversário directo perder a cerca de cinco minutos para os noventa, e dar a volta 'de repente' com duas grandes penalidades, só piora a situação. Contudo, importa enaltecer a recta final do Canedo, que venceu quatro dos últimos seis jogos, três deles fora de casa.

Quis então o destino que Canedo e Fiães voltassem a jogar ao sábado, na parte final do campeonato, e no dia da final da Liga dos Campeões. E se quisermos ser mais 'precisos' com a história, é de enaltecer que na época passada os fianenses ganharam os dois jogos contra os canarinhos, e desta feita, os canarinhos derrotaram os fianenses por duas vezes.

Vale o que vale, e acabou por valer ao Canedo o primeiro lugar imediatamente abaixo da linha-de-água, o que servirá para a manutenção em caso de, como já disse, repescagens ou desistências de 'terceiros'.

Num jogo em que o maior ascendente pertenceu sempre aos canedenses, Álvaro e Canedo acabariam por resolver a partida num curto espaço de tempo na segunda parte, curiosamente dois jogadores com ligações ao Fiães: o primeiro passou pelo clube bem recentemente, em 07/08, e é natural daquela freguesia; o segundo foi formado ali, tendo também representado a respectiva equipa sénior.

A primeira parte foi bem disputada, sempre com garra e disponibilidade por parte de ambas as formações, mas os lances de perigo praticamente não se sucederam, sendo que neste capítulo, só numa ou outra ocasião, Higuita e Zé Miguel tiveram que ter cuidado com as suas balizas, dado algum 'friçon' junto das mesmas.

O segundo tempo iniciou-se de forma mais electrizante, especialmente com o Canedo a tentar chegar à vantagem muito cedo, e Jorgito a dispôr de duas boas chances para marcar: primeiro, o extremo atirou por cima; depois, arrancou perante alguma passividade da defensiva da casa, mas acabou por 'oferecer' a bola a Zé Miguel.

Mas se 'não marca um, marca outro', Álvaro inauguraria o marcador poucos minutos depois, precisamente quando estava decorrida uma hora de jogo, aproveitando um bom trabalho de Jorgito na direita, para encostar para o 0-1.

O jogo parecia ser dos 'Álvaros', uma vez que mal o do Canedo marcou, o do Fiães rematou com grande violência à barr ade Higuita. Teria sido um grande golo.

Ainda assim, as hostes canedenses continuavam empolgadas pela vantagem no marcador, e pouco depois chegariam ao 0-2: canto cobrado na direita, ressalto de bola, e André Canedo de fora-de-área, a assinar um autêntico golaço. Estavam decorridos 73' minutos, e o golão do médio canedense colocava um ponto final na história da partida.

Até final, o jogo perdeu algum interesse e não teve grandes momentos de registo, sendo que a desilusão acabaria por tomar conta dos canedenses presentes no Bolhão, uma vez que o Cucujães entre o minuto 85' e os descontos, beneficiou de duas grandes penalidades e deu a volta ao resultado, atirando assim com o Canedo para a II Divisão.

Dos fracos não reza a história, já diz o ditado, pelo que só resta ao Canedo surgir com força na próxima época na II Divisão, para tentar a subida e o regresso ao seu 'sítio'. Ou então, torcer para que a Sanjoanense seja repescada para a II Divisão Nacional e abra uma vaga na Distrital. É esperar para ver.


13Zé Miguel   
 
 
   Higuita23
12Pedrinho      Fábio19
6Fernando      Pedro Oliveira22
26Fernando Borges      Toninho3
3Vítor Hugo      Pedro Pais5
21Adegas     Bruno Joel33
5Álvaro      Jorginho11
83Badolas    74' Nino8
16Tiaguinho 64' 87' Canedo26
22Luís Moreira 45' 69' Álvaro25
11Alex 57'    Jota17
TVasco Coelho  João PauloT
16Fernando Pais      Carlos1
 Andrézinho 45'    Valente14
 Tigas    3' Pinta4
 Cardoso      Rui Costa41
 Joel Malheiro 33'  16' Valente9
7Nélson Diogo      Edson99
 Joãozinho 26'  21' João Loureiro27