ForaDeJogo.net - U. Leiria 2006/2007


Nome:
Pass:
Registo Recuperar
.



União Desportiva de Leiria
Nome: U. Leiria
Associação: AF Leiria
Cidade: Leiría
Estádio: Dr. Magalhães Pessoa
Ano de fundação: 1966
Sede: Avenida Herois Angola (Galerias Alcrima)
Apartado 3074
2401-904
Web: www.uniaodeleiria.pt
Plantel 2006/2007
<<   >>
Treinadores
T Paulo Duarte
Domingos Paciência
Staff
Paulo Duarte(ADJ)
Entradas
Paulo Machado (20)Estrela Amadora (I)
Marcos António (23)Gil Vicente (I)
Ivanildo (20)FC Porto (I)
Sougou (21)Vitória Setúbal (I)
Faria (23)Olhanense (II)
Bruno Vale (23)Estrela Amadora (I)
Rossato (28)Real Sociedad   (I)
Slusarski (24)Dyskobolia Grodzisk   (I)
Valdomiro (27)Palmeiras   (A)
Nuno Coelho (18)FC Porto B (II B)
N'Gal (20)Brest   (II)
Marco Soares (22)Olhanense (II)
Alemão (24)Tourizense (II B)
Eliézio (19)Cruzeiro   (A)
Superliga
Guarda-redes Defesas Médios Avançados
1Fernando8Éder5Paulo Gomes18Sougou
12Alemão25Laranjeiro6Nuno Coelho7Touré
28Bruno Vale2Rossato15Faria13N'Gal
  45Tixier20Marco Soares19Ivanildo
  3Marcos António16Kata9Paulo César
  4Hugo Costa55Paulo Machado23Slusarski
  17Renato14Alhandra  
  26Valdomiro11Harison  
  87Eliézio22Cadu  
Morrer discretamente na praia.Jorge Carneiro

Pé ante pé, ponto ante ponto, sem nunca conseguir qualquer resultado surpreendente ou sequer folgado, sem recorrer a qualquer nome especialmente sonante, e (quase) sem polémicas... e eis que o União de Leiria acabou o campeonato a um ponto da Europa, isto depois de ter andado sempre na metade superior da tabela. A base da campanha positiva deveu-se à forma como o plantel foi construído: ambos os nomes mais entusiasmantes (Fernando e Bruno Vale) moravam na baliza; a defesa apresentando-se traquejada e na sua maioria já com anos e anos de Superliga; um meio campo seguro e consistente, mas pouco espectacular; e sem possuir qualquer referência ofensiva de qualidade indiscutível. O resultado final consistiu no melhor registo defensivo do campeonato a seguir aos 3 grandes (26 golos sofridos) e o 4º pior ataque da liga (24 golos, apenas "superados" por Estrela Amadora, Vitória de Setúbal e o despromovido Desp. das Aves). Mas não se pense que este registo indicia uma equipa estacionada em frente à sua baliza pois o futebol do Leiria, sem nunca chegar a ser verdadeiramente espectacular, apresentou-se sempre agradável - especialmente no plano táctico. Domingos Paciência montou um 4-3-3 compacto com meio-campo e defesa muito juntos e laterais a tapar os poucos espaços restantes, mas que se destacava acima de tudo pela forma mortífera como se desdobrava nas saídas para o ataque com rapidez letal, especialmente durante a primeira metade da época. Por essa altura Sougou era figura de proa, mas faltava-lhe um parceiro no ataque: Ivanildo, Touré e N'Gal desperdiçavam oportunidades, enquanto Paulo César e Slusarki não se adaptavam a um esquema que lhes exigia mobilidade. A lesão definitiva do Senegalês exactamente ao dobrar do campeonato obrigou a uma ligeira readaptação táctica, com um dos alas a ser sacrificado em favor de um jogador que fugisse mais para o meio, e com Harrison a assumir o comando das operações em detrimento de Paulo Machado. Na prática isso significou que os flancos passavam a depender mais dos laterais - brilhante a contratação de Rossato, nesse contexto - e perdiam protagonismo na alimentação dos pontas de lança, passando essa função a caber a um nrº. 10 clássico. Consequentemente o jogo leiriense entrou numa nova fase, passando a ser mais lento, pensado e previsível em relação à primeira metade da época, mas a equipa soube adaptar-se bem e conquistou - quase - o mesmo número de golos e pontos (22 pontos e 13 golos na primeira, 19 / 11 na segunda)... A pequena diferença viria no entanto a ser suficiente para afastar os Leirienses da Uefa, um pequeno amargo de boca numa época tranquila em que nem sequer pareceu haver uma aposta clara nesse sentido.

Momento Chave: União de Leiria 2 - 2 Naval

A época foi claramente positiva, por isso escolher um jogo menos bom para momento da temporada acaba por saber um pouco a injustiça. Mas a verdade é que a duas jornadas do fim a União se encontrava a um ponto do Paços de Ferreira europeu e recebia em casa uma Naval que desde há largos meses se encontrava em sub-rendimento, enquanto os castores tinham um desafio bem mais complicado frente ao campeão FC Porto - uma chance privilegiada para alcançar a Uefa, portanto. A situação que se verificava ao fim de 45 minutos de jogo ia portanto contra todas as expectativas, com o Leiria a perder por 2-0 e já com o capitão Paulo Gomes expulso, enquanto o Paços derrotava os portistas por 1-0. Valeu uma reacção forte ao orgulho ferido e a raça da dupla Cadu - Paulo César para conseguir pelo menos empatar a partida, naquela que terá sido a melhor exibição de ambos, enquanto o Porto empatava também o seu jogo e mantinha-se dessa forma na liderança, impedindo também o Paços de se isolar. Mas nem isso muda o facto de que os leirienses desperdiçavam uma boa oportunidade para abrilhantar a temporada... e esse desperdício vir-se-ia a repetir na última jornada, com o Paços novamente a ceder pontos sem que o Leiria conseguisse melhor que o empate frente a um tranquilo Estrela da Amadora.

Figura:
Fernando

Chegou a meio da época anterior e não demorou a roubar a titularidade ao até aí indiscutível Costinha, à semelhança do que Hélton fizera anos antes. As comparações entre os dois canarinhos não demoraram a surgir aliás, tal como não demoraram a surgir alguns interessados no concurso de Fernando, maravilhados com a segurança e a agilidade evidenciadas ao longo das 9 jornadas em que participou. Com a saída de Costinha rumo ao Belenenses, o novo nrº.1 transitou para a época 06/07 com um novo desafio pela frente: encostar Bruno Vale no banco de suplentes, que tinha feito uma temporada fulgurante no Estrela Amadora a coroar uma evolução fantástica nos últimos anos. Mais do que ser bem sucedido, o guarda-redes Brasileiro exibiu-se a um patamar bem superior aos colegas - mesmo aos que formaram o quarteto defensivo - garantindo pontos quase sozinho com um conjunto de exibições lendárias. A sua segurança e regularidade chegam a ser assustadoras (Bruno Vale que o diga, sem chances para se mostrar), e nesses aspectos é até superior ao seu predecessor Brasileiro na baliza leiriense - quanto faltará até lhe seguir os passos?... Após meia época de adaptação e a actual de afirmação, resta apenas mais uma de confirmação antes que Fernando se torne um nome definitivamente apetecível no mercado. Até lá, quem ganha é o Leiria...

Revelação:
Faria

Não é a sua primeira época no clube - ao qual já está contratado desde 04/05 - mas apenas agora foi aposta séria, depois de ainda na pré-temporada se ter falado em nova dispensa por empréstimo. Ficou e impressionou pela forma tranquila e convincente como entrou no onze, onde ao lado de Paulo Gomes e Harrison formou um meio-campo que personifica na perfeição a imagem da equipa ao longo desta campanha: discreto mas muito consistente. Tal como o mais experiente Paulo Gomes, Faria empresta grande abnegação e rigor ao sector, mas destaca-se pela forma como, após interceptar ou recuperar a bola, a solta logo de seguida de forma rapidíssima e segura para os lançadores de jogo - sabendo manter o mesmo ritmo ao longo de 90 minutos. Curiosamente ambos os colegas de posição detinham um estatuto bastante mais elevado dentro do clube mas apenas Faria irá continuar no clube para a próxima época, o que é uma grande prova de confiança e provavelmente reforçará ainda mais a sua importância.

Decepção:
Bruno Vale

O Leiria deve ser um caso quase inédito no futebol nacional: possui nos seus quadros um guarda-redes internacional A Português e opta por deixá-lo no banco durante quase todo o campeonato. A culpa foi da época sem falhas de Fernando, claro está, mas as expectativas em redor de Bruno Vale eram tão elevadas depois da boa temporada ao serviço do Estrela da Amadora, que os tímidos dois jogos realizados soam a um fracasso a toda a linha. A rever para o ano, mas noutro emblema qualquer...


Quem somos1 Contactos Agradecimentos Detectou um erro ou tem uma sugestão?
ForaDeJogo.net 2010