ForaDeJogo.net - Académica 2006/2007


Nome:
Pass:
Registo Recuperar
.



Associação Académica de Coimbra
Nome: Académica
Associação: AF Coimbra
Cidade: Coimbra
Estádio: Municipal de Coimbra
Ano de fundação: 1876
Sede: Rua Infanta D.Maria, 23
3030-330 - Coimbra
Web: www.academica-oaf.pt
Plantel 2006/2007
<<   >>
Treinadores
T Manuel Machado
Staff
Zé Nando(ADJ), José Augusto(ADJ), Zivanovic(GR)
Entradas
Litos (32)Malaga   (I)
Miguel Pedro (22)Aves (II)
Kaká (25)Grémio Jaciara  
Lino (29)Juventude de Caxias   (A)
Paulo Sérgio (24)Moreirense (II)
Dame (21)Al-Sadd   (I)
Medeiros (29)Vitória Guimarães (I)
Hélder Barbosa (19)FC Porto B (II B)
Joeano (26)Beitar Jerusalem   (I)
Alexandre (27)Corinthians (AL)  
Cláudio Pitbull (24)Fluminense   (A)
Pavlovic (22)FK Vozdovac   (I)
Gyano (26)Vasas Budapeste   (I)
Néstor Álvarez (25)Tolima   (I)
Sílvio (23)Tourizense (II B)
Sonkaya (24)FC Porto (I)
Raul Estevez (28)Racing Avellaneda   (I)
Lira (23)Botafogo   (A)
Douglas (26)Mineiros  
Superliga
Guarda-redes Defesas Médios Avançados
1Douglas25Sonkaya5Alexandre19Miguel Pedro
15Eduardo27Nuno Luís6Roberto Brum22Sarmento
24Pedro Roma16Lino8Paulo Sérgio7Hélder Barbosa
  20Lira32Pavlovic12Sílvio
  3Danilo11Dionattan2Joeano
  4Kaká18Vítor Vinha9Gelson
  14Medeiros28Nuno Piloto29Gyano
  21Litos10Filipe Teixeira30Raul Estevez
      77Dame
      82Cláudio Pitbull
      99Néstor Álvarez
Eterno ano zeroJorge Carneiro

Depois de passar por alguns longos hiatos nas divisões inferiores, já faz alguns anos desde que o mais emblemático clube da região de Coimbra regressou à prova mais importante a nível nacional, embora o antigo estuto de quarta potência Portuguesa se mantenha profundamente submerso e à espera de melhores dias. Mas não se pode responsabilizar a falta de recursos ou de apoios, dado que a cada época os estudantes se permitem realizar uma limpeza de balneário para dar espaço aos novos craques; e mal grado algumas noticias recentes que apontam para grave crise económica, sempre que os números vêm a público os orçamentos da Briosa até costumam ser dos mais faraónicos da Superliga. Há ainda um departamento de formação que ocasionalmente até vai fornecendo alguns bons artistas ao plantel principal, e ainda a massa associativa jovem, apaixonada e que não se abstém de acompanhar a equipa. Ou seja, não faltam condições... mas nesse caso, então porque é que a Académica acaba sempre a lutar pela manutenção?

Pré-época e novo ano zero no plantel, com o clube a abrir mão de Zé Castro, N'Doye, Hugo Alcântara, Ezequias e Luciano, entre muitas outras figuras menos importantes; e em sentido inverso a entrarem perto de uma quinzena de novos atletas para reforçar todos os sectores. Assistiu-se também à habitual aposta no mercado sul-americano, com uma incidência especial em jogadores com contrato em vigor (portanto, com custos acrescidos). À excepção de Hélder Barbosa, Litos e talvez de Alexandre, as caras novas eram maioritariamente completamente desconhecidas para o grande público e portanto não entusiasmaram; e viriam mais tarde a confirmar todas essas mesmas expectativas - das dezenas de nomes apenas o experiente lateral Lino, o esforçado Paulo Sérgio e o acidental Dame N'Doye conseguiram convencer a massa adepta.

Apesar das esperanças de que as reconhecidas capacidades de Manuel Machado conseguissem produzir alguma espécie de milagre, o percurso ao longo do campeonato foi muito modesto como aliás a qualidade do plantel exigia. A Académica andou sempre muito próxima do 13º lugar com que terminou, não apresentando grandes oscilações de forma em nenhum sentido. A quebra de "rendimento" no historial recente do professor explica-se com facilidade: se em Moreira de Cónegos dispunha da experiência e solidez combinada de Ricardo Fernandes e Sérgio Lomba, e se na Choupana formou uma nova dupla entre o mesmo Ricardo Fernandes e o Argentino Ávalos a que se juntavam dois laterais como Patacas e Alonso, já em Coimbra Manuel Machado não dispunha de uma única opção para a lateral direita, enquanto o titular na esquerda foi Lino, um jogador que menospreza em absoluto as tarefas de marcação. Com os flancos desguarnecidos e sem um parceiro para o experiente Litos (que começara muito mal a época subindo paulatinamente de rendimento com o acumular de jornadas), a Académica conquistou o 2º lugar da tabela de piores defesas - e não fosse estar Pedro Roma na baliza, ainda poderia ter sido bem pior. Os sócios esperam que o próximo ano zero tenha em atenção estas lacunas...

Momento Chave: Beira-Mar 0-1 Académica

A Académica fez uma época insossa e desinteressante, raramente em apuros mas também sem em nenhum momento conseguir chegar longe na tabela; ou seja, andou grande parte da época a lutar por coisa nenhuma. Uma situação que no entanto não se verificava à entrada da 26ª jornada, quando a Briosa somava apenas 3 curtos pontos de vantagem sobre o trio de últimos classificados e se deslocava ao terreno de um destes: o moralizado Beira-Mar que ainda na ronda anterior tinha ido às margens do Sado esmagar o Vitória de Setúbal, seu adversário directo, por claros 3-1. O jogo não foi interessante mas antes recheado de luta, mas entre as picardias e divididas Rui Lima e Edgar desde cedo começaram a encostar os estudantes às cordas, que só através da inspiração de Filípe Teixeira iam conseguindo espevitar a pressão e equilibrando a partida. A segunda parte foi mais calma com as poucas oportunidades de golo a dividirem-se; mas ainda era o Beira-Mar que jogava melhor. Foi por isso um tanto ao quanto contra a corrente que o fragilizado Gyano, lançado apenas 13 minutos antes e lesionado logo no primeiro lance que disputou, conseguia acolher a jogada pela esquerda de Joeano e colocar a Briosa na posição de vencedora, que se manteria até ao fim. Era o seu 4º golo esta época e o último que os estudantes marcariam na prova.... mas valeu 6 pontos de vantagem para a linha de água e, provavelmente, a manutenção.

Figura: Filipe Teixeira

Ignorado e menosprezado pela maioria dos clubes em que jogou anteriormente, Filipe Teixeira encontrou na Académica o terreno ideal para impôr as suas qualidades. No promissor início de carreira os seus treinadores insistiam em colá-lo à linha, onde apesar de alguns rasgos já de alguma classe a sua falta de velocidade o tornava um mero jogador banal. A estes respondia que o seu lugar era no centro, numa segunda linha ofensiva; mas a única reacção a esse pedido foi a dispensa do PSG. Já em Coimbra, e depois de alguns jogos positivos encostado à ala direita, Nelo Vingada entendeu por bem dar uma chance ao atleta luso-francês na posição que este reclamava - e num ápice Filipe Teixeira voltava a ser visto como um jogador de grande valia. O médio passeia classe, faz questão de a colocar ao serviço do colectivo, e assim as suas características principais - o drible em corrida e o passe rápido e seguro - desempenham um papel fundamental nas transições ofensivas academistas. Não sendo fisicamente dotado, equilibra-se bem para aguentar o choque e apresenta uma personalidade combativa que lhe permite arriscar e ganhar várias fintas a cada jogo, mesmo em situações em que o espaço não abunda. É ainda uma mais-valia nos lances de bola parada, dado que apesar do seu pontapé não ser muito forte sabe colocar o esférico com precisão assinalável. Como pontos ainda a melhorar, o destaque vai para o reduzido numero de golos marcados - prefere assistir a arriscar o remate - e apresenta alguma tendência para lateralizar em demasia o jogo. Um jogador de categoria internacional.

Revelação: Dame N'Doye

Por muito que os olheiros da Académica se congratulem com o verdadeiro achado que Dame foi, a verdade é que o Senegalês chegou à Briosa por puro acaso. No início da pré-época anterior e antes de partir rumo às Arábias o mano mais velho N'Doye levou o jovem à presença do treinador, pedindo por uma chance à experiência e acrescentando que a contratação não traria custos, já que este não tinha qualquer vínculo. Manuel Machado, possivelmente desconfiado da forma pouco usual como Dame tinha chegado ao clube, observou o jogador durante toda a pré-temporada sem nunca se comprometer com um veredicto final, até que por fim se rendeu às evidências: valia mais este avançado chegado por acaso, do que qualquer um dos outros três ou quatro escolhidos a dedo. Tal como o irmão Ousmane, Dame é um verdadeiro diamante bruto na medida em que é muitíssimo completo do ponto de vista físico e tremendamente objectivo no seu estilo de jogo, agitando as partidas e colocando adversários em sentido com as suas investidas. Destaca-se acima de tudo pela forma intempestiva como joga quando tem a bola nos pés - a sua arrancada em velocidade é extremamente difícil de parar,tão rápido que é a atingir o seu pique, e a facilidade que apresenta em rematar a qualquer distância ou posição normalmente surpreende as marcações. Esta época foi colocado a jogar nas costas de avançado ou descaído para uma das alas, numa clara intenção de o libertar de amarras tácticas e assim libertar o seu poderio ofensivo. Ainda terá de evoluir muito em aspectos mentais e posicionais - no início da temporada não era sequer capaz de apontar em que posição jogava - antes de se poder considerar um grande jogador, mas o potencial bruto está todo lá.

Decepção: Sonkaya

Cada vez é mais dificil de compreender quais as qualidades que Adriaanse viu em Sonkaya para decidir torná-lo jogador do FC Porto, já que o ponto máximo do nivel das suas exibições em Portugal não ultrapassa o medíocre. Esta temporada até esteve integrado num plantel onde, com o único concorrente de posição lesionado durante dois terços da temporada (Nuno Luís), à partida teria espaço mais do que suficiente para esplanar as suas capacidades; mas no entanto acabou por ser preterido em favor de Kaká, Nuno Piloto e Paulo Sérgio, todos eles adaptações que também não ultrapassaram o rendimento mínimo e ainda assim revelaram-se melhores opções do que o Turco. Até agora Sonkaya tem demonstrado ser hesitante e temeroso em explorar o seu flanco e de grande fragilidade no 1 contra 1, ao ponto de não se perceber como é que conseguiu em tempos ser internacional A por uma selecção europeia.


Quem somos1 Contactos Agradecimentos Detectou um erro ou tem uma sugestão?
ForaDeJogo.net 2010