ForaDeJogo.net - Penafiel 2005/2006


Nome:
Pass:
Registo Recuperar
.



Futebol Clube Penafiel
Nome: Penafiel
Associação: AF Porto
Cidade: Penafiel
Estádio: 25 de Abril
Ano de fundação: 1951
Sede: Rua De \"O Penafidelense\", 49-53
4560-499 - Penafiel
Web: www.fcpenafiel.pt
Plantel 2005/2006
<<   >>
Treinadores
T Luís Castro
Staff
António Oliveira(PRES), Luís Simões(ADJ), Luís Diogo(PF)
Entradas
Sérgio Lomba (31)Moreirense (I)
Pedro Araújo (20)Olivais e Moscavide (II B)
Zé Rui (22)Vitória Setúbal (I)
Juninho Petrolina (30)Náutico   (B)
Marco Ferreira (27)Vitória Guimarães (I)
Luís Dias (18)Penafiel (JUN)
Bibishkov (22)Marítimo (I)
Guedes (18)Penafiel (JUN)
Orahovac (26)Vitória Guimarães (I)
Jacques (26)Rio Ave (I)
Cristovão (22)FC Porto B (II B)
Barrionuevo (27)Gimnásia Jujuy   (II)
Vinicius (25)Camacha (II B)
Dill (31)EC Bahia   (B)
Diallo (25)Rouen   (NAT)
Romeu (19)Penafiel (JUN)
Boronad (26)Rouen   (NAT)
Jorginho (30)
Carlos Germano (34)Madureira   (C)
Yan (30)Avaí   (B)
Liga B&W
Guarda-redes Defesas Médios Avançados
1Avelino20Pedro Moreira21Romeu7Jacques
13Nuno Santos2Celso6Fernando Aguiar27Luís Dias
32Vinicius14Pedro Araújo8Bruno Amaro77Dill
66Carlos Germano17Kelly25Barrionuevo99Marco Ferreira
  4Weligton35Jorginho11Zé Rui
  5Nuno Diogo70Nilton30Yan
  22Sérgio Lomba10Boronad55Cristovão
  33Odair19Orahovac9Roberto
    50Juninho Petrolina12Guedes
    78N'Doye16Bibishkov
      18Diallo
De longe os mais fracos.Jorge Carneiro

Não há muito a dizer sobre esta época do Penafiel. Começou mal, continou mal, e como não podia deixar de ser acabou mal. Pior ataque (21 golos marcados), pior defesa (61 sofridos), maior número de derrotas (23), menor número de vitórias (2 - record dos últimos 20 anos), record negativo de pontos dos campeonatos com três pontos por vitória (15), record de pontos de diferença em relação à linha de água (24), foi ainda eliminado da Taça pelo Lixa (equipa que andou a lutar para não descer na 2ªB) por uns contundentes e escandalosos 4-0.

Dito isto que mais há a acrescentar? Esta equipa foi uma autêntica sombra da que surpreendeu na época passada, da qual saíram alguns jogadores importantes: Edgar Marcelino partiu rumo à Holanda. Wesley saiu rumo a uma experiência fustrada no Alavés, Fernando Aguiar foi dispensado; Clayton, Mariano e Sidney seguiram outros rumos dentro de Portugal, Folha e Drulovic terminaram a carreira. Para substituir todos estes jogadores, foram contratados alguns jogadores, na sua maioria Brasileiros ou Franceses de qualidade duvidosa, salvo uma ou outra excepção. Com tudo isto a época do Penafiel só podia dar no que deu.

Estrela: Bruno Amaro

Este médio oriundo das escolas do clube foi durante largos tempos o único a remar contra a maré. Pequeno, com boa visão de jogo, boa meia distância (o golo apontado nos primeiros segundos do jogo no Dragão atesta bem isso), e uma entrega ao jogo pouco comum. Mostrou ter qualidade para se manter na Liga apesar da descida da sua equipa. Assim, a próxima temporada servirá para demonstrar se Bruno Amaro, é de facto um grande jogador, ou se esta sua época se deveu a uma aplicação do "em terra de cegos..."

Revelações: Guedes e Dias

Tendo em conta a época desastrosa da equipa e a decepção que se revelaram a maioria dos supostos reforços, houve espaço no plantel para o lançamento de alguns jovens. Foi o caso de Guedes e Dias. Guedes, o filho do malogrado Guedes, ex-jogador de Felgueiras, Fafe, Marítimo, P. Ferreira e Chaves entre outros, mostrou a espaços alguma qualidade, especialmente dada a sua juventude. Dias terminou a época a jogar de forma bastante regular, juntando algumas exibições bem acima da média.

Decepções: Foram tantos...

É difícil destacar alguem nesta rubrica, tal a quantidade de jogadores que nela se podem encaixar. Odair foi suspenso por pretensa agressão a um árbitro, N'Doye entrou em conflito com a direção e saiu cedo de cena, Roberto foi suspenso. Na defesa, Sérgio Lomba das poucas vezes que jogou esteve entre o mediano e o mau, Wellington foi titular toda a época e esteve mais em foco pela negativa (cartões, e culpas em golos) que pela positiva, Nuno Diogo substitui o castigado Odair e esteve muito mal também. No meio campo, Jorginho nunca demonstrou ser o jogador que o Penafiel precisava, Cristovão produto das escolas do FC Porto raramente foi utilizado e saiu mesmo a meio da época, Boronad teve um comportamente demasiado passivo em campo, Obrahovac vinha empenhado em deixar para trás a má imagem deixada em Guimarães mas a imagem deixada aqui ainda foi pior, Juninho Petrolina mostrou estar longe da sua melhor forma. No ataque, Jacques não foi o jogador rápido que brilhou no Rio Ave e que pôs a cabeça em água ao Benfica nos 3-3 da época passada, Dill chegou em Dezembro e nada acrescentou à equipa, Zé Rui não apareceu, Bibishkov não foi o jogador que prometeu ao serviço do Marítimo, Diallo marcou um golo e a sua época resume-se a isso. Até Marco Ferreira, salvos raros lampejos, foi uma sombra do jogador que em tempos ajudou a decidir uma final da Taça UEFA.

Treinador: Luís Castro

Em Penafiel seguiu-se a máxima de: "O comandante deve ser o último a abandonar o barco", pese embora Luís Castro ter colocado por diversas vezes o lugar à disposição. Embora não tendo responsabilidades directas na despromoção da sua equipa dado que a qualidade dos seus jogadores era muito inferior à dos seus adversários, resta ainda saber qual a sua dose de responsabilidade na má construção do plantel.


Quem somos1 Contactos Agradecimentos Detectou um erro ou tem uma sugestão?
ForaDeJogo.net 2010